Trabalhar na Irlanda

Tweet Linkedin Google+

Trabalhar na IrlandaApesar da recessão dos últimos anos, a Irlanda tem se recuperado bem e sua economia apresenta um crescimento signficativo. Em 2014, a previsão de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) é de 2.6%, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica e Social (Economic and Social Research Institute), o maior crescimento em sete anos. A previsão de 2015 é que este crescimento seja de 3.5%. Muitas multinacionais escolhem a Irlanda como sede europeia, principalmente por este ser o único país de lingua inglesa na "Zona Euro" (países que usam o Euro como moeda oficial). Grandes empresas como Microsoft, Google, HP, Apple, IBM, Intel, Facebook, LinkedIn, Twitter, Amazon, Pfizer, GSK e Eli Lilly estão no país.

Pelas leis atuais de imigração, os brasileiros que pretendem trabalhar na Irlanda devem ter permissão específica para isso. Aqueles que possuem um segundo passaporte, de um país que perteça a União Europeia, podem trabalhar na Irlanda sem precisar pedir nenhuma autorização.

Já os estudantes podem trabalhar apenas meio-período durante as aulas e tempo integral durante as férias.

Os interessados em obter o visto específico de trabalho precisam primeiro ter uma oferta de trabalho atual de um empregador reconhecido na Irlanda, e então solicitar o visto adequado. Este visto deve ser solicitado antes de chegar a Irlanda. Uma autorização de trabalho poderá ser emitida para pessoas que já residem legalmente na Irlanda com outro tipo de visto, ou seja, um estudante, por exemplo, pode aplicar para um visto de trabalho, se conseguir um emprego no país.

Vistos com a estampa 4 (Stamp 4), como o visto para conjugês de irlandeses ou europeus, por exemplo, também dão permissão de trabalho para seus portadores.

Para saber mais sobre os tipos de vistos e como aplicar clique aqui.


Trabalho Qualificado  |  Trabalho para Estudantes  |  Au Pair  |  Preparando o Currículo  | Cadastre seu currículo  | Sites de Emprego
| Negócios na Irlanda | Embaixadores ConectIreland